“LINDINHO”: DO SENADO AO VIDIGAL, VERGONHA

O ex-senador petista, Lindbergh Farias foi flagrado sentado em uma parada  de transporte alternativo no Morro do Vidigal, no Rio, aguardando a chegada de uma kombi pirata, vestindo uma bermuda e calçando tênis. Enquanto um cidadão comum tudo bem. Mas o que ele fazia lá? Política? Em uma comunidade onde rola solta a venda de entorpecentes. Quem diria, aquele ex-prefeito de Nova Iguaçu que subia nos palanques de Lula e berrava que o Congresso estava preparando um golpe contra a ex-presidente Dilma Roussef agora dependia de uma Kombi para chegar ao seu destino (?) de  um morro do Rio. Nada escapa aos olhos na era eletrônica. Do outro lado da rua alguém viu e gritou “Ladrão..esse cara é ladrão”. Envergonhado, atravessou a rua e  se dirigiu ao cidadão comum e soltou uma frase tosca, que lhe restou na memória: ” Por que você está me filmando? Cadê o Queiroz? Cadê o Queiroz? “, ex- assessor do senador Flávio Bolsonaro.:Esse cara é ladrão, continuou o desconhecido. Só restou ao petista dar dois passou para trás e pegar a Kombi pirata e descer o Vidigal. As imagens – que vocês verão agora, viralizaram na internet, mas a chamada mídia profissional ignorou. Localizado, Lindinho disse que estava com a deputada federal do Rio, Benedita da Silva e com o deputado estadual Waldeck Carneiro, também do Rio. Mas em momento algum eles aparecem nas imagens. Moralmente, o ex-senador está nú. E segue celeremente para o ostracismo político. Está nos anais do Senado uma frase do hoje governador de goiás, Ronaldo Caiado (DEM) ; ” O seu gabinete, senador Lindbergh, mais se parece com uma cracolândia”. Por enquando, fiquemos por aqui.

 

 

 

Carlos Augusto Pinto é jornalista em
Brasília